sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Festival de Cachaças da Praia da Pipa divulga seu calendário oficial!

1604758_475212602580788_420793761_n

A organização do Festival de Cachaças que acontecerá entre os dias 20 e 22 de fevereiro na Praia da Pipa, divulgou seu calendário oficial. O evento contará com diversas apresentações culturais, inclusive da cantora Khrystal, hoje conhecida nacionalmente devido sua participação no programa The Voice Brasil da Rede Globo.

Confira a programação oficial:

* 20.02.2014

18h - Abertura oficial do evento na Praça da Pipa. Com apresentação da Orquestra dos alunos do PETI Secretária de Ação Social.
19h - Lançamento do Bloco “Cachaça Brasil”, bloco oficial do evento acompanhado de orquestra de frevo, tendo como alegoria uma carroça com uma pipa/barril de cachaça a ser degustada pelos participantes e turistas, que tenham adquirido a “Caneca Oficial”. Local: Saída do Estacionamento até a Praça Central da Pipa;
20:30h - Exibição de Flair, modalidade acrobática da coquetelaria.
21:30h – Coco de Roda de Cabeceiras
22h - Show de Khrystal.

* 21.02.2014

19h - Saída do Bloco “Cachaça Brasil”, bloco oficial do evento acompanhado de orquestra de frevo, tendo como alegoria uma carroça com uma pipa/barril de cachaça a ser degustada pelos participantes e turistas, que tenham adquirido a “Caneca Oficial”. Local: Saída do Estacionamento até a Praça Central da Pipa;
20h - Início do Torneio de Coquetelaria;
21h - Exibição de Flair, modalidade acrobática da coquetelaria.
22h - Apresentação do grupo Sociedade Monstro! Stand-Up Comedy.
23h – Show de Banda Local - Pipa Highway.

* 22.02.2014

19h - Bloco “Cachaça Brasil”, bloco oficial do evento acompanhado de orquestra de frevo, tendo como alegoria uma carroça com uma pipa/barril de cachaça a ser degustada pelos participantes e turistas, que tenham adquirido a “Caneca Oficial”. Local: Saída do Estacionamento até a Praça Central da Pipa;
20h – Etapa Final do Torneio de Coquetelaria.
21h - Exibição de Flair, modalidade acrobática da coquetelaria.
21:30h – Premiação do concurso.
23h - Show de encerramento com Carlos Zens.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Prefeitura promete construção de ciclovia entre Tibau do Sul e Pipa

Um sonho ha muito tempo almejado entre os moradores de Tibau do Sul e Pipa, esta começando a se tornar mais tangível. Ainda esta longe, mas pelo menos a Prefeitura do município, iniciou a elaboração do projeto que é mais do que necessário para garantir a segurança dos ciclistas, além disso,o órgão iniciará outro projeto essencial, que é a construção de calçadão entre Tibau e Cabeceira.

Ciclovia_Sorocaba_438440647-CópiaSegundo o ex-blogueiro Adaebson Nino em postagem no nosso grupo no facebook, a prefeitura de Tibau do Sul junto com a empresa vencedora da licitação iniciaram o projeto pelo reconhecimento do traçado onde será construída a referida ciclovia entre Pipa e Tibau, bem como do calçadão entre o pórtico de Tibau do Sul até a estrada nova em Cabeceiras, definindo como principal aspecto a redução e/ou eliminação de impacto ambiental, principalmente na área que corresponde entre Pipa e Tibau.

”Algumas discussões entre técnicos, representares setoriais e da administração pública já foram iniciadas, mas, dentro das etapas de elaboração está prevista a participação da população através de audiência pública, que deve ser realizada dentro de algumas semanas. “ Afirmou Nino na sua publicação.

Os interessados em contribuir previamente com o projeto pode enviar dicas e sugestões para o e-mail: projetotibaudosul@gmail.com e tratar do assunto diretamente com os técnicos do projeto.


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ESCANDALO!! Colônia de Pescadores de Tibau do Sul e a Fraude do Seguro Pescador!

A lista disponibilizada no portal da transparência é extensa. Possui 700 nomes de pescadores, mas também de empresários, comerciantes e até de um vereador eleito! Só em 2013 o Governo Federal repassou para nossa cidade cerca de R$ 3.149.043,81 para ajudar na renda daqueles pescadores que entre um período de pesca e outro fica sem poder exercer sua atividade.

JS_Dinheiro_thumb_thumb[4]A Denuncia feita corajosamente  pelo Diário de Tibau do Sul, do polemico Jornalista Marcus Ottoni, em sua edição de Fevereiro de 2014, relata um problema que vem acontecendo ha muito tempo mas que ninguém nunca ousou comentar, sendo considerada uma das maiores fraudes da historia da cidade de Tibau do Sul.

O Seguro Defeso é uma ajuda de 1 salario mínimo concedida pelo ministério da agricultura e pesca que deveria servir para o sustento familiar de pescadores artesanais que ficam sem ter como trabalhar nos periodos de desova dos peixes mas, assim como acontece com qualquer benefício federal, acaba sendo uma ótima moeda de troca política e gerando uma rendinha extra para centenas de pessoas que nunca tocaram numa vara de pescar na vida.

Clique na Imagem para ter acesso a pagina do portal da transparência com a lista dos nomes dos beneficiados e o valor que receberam desde o inicio do programa: Se seu nome estiver na lista e você nunca sacou sequer R$ 1,00 dos cofres do governo, então, provavelmente algum laranja se apropriou de seus dados para receber o seguro.

Confira:

portal transparencia[5]

Quem quiser baixar a lista completa de nomes, basta clickar no link abaixo:

Lista dos Beneficiados Seguro Defeso TS

Mais informações, na 5a edição do Diário de Tibau do Sul, a venda com o Jornalista Marcus Ottoni. O Autor da denuncia!

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

“Jornal de Tibau do Sul” denuncia fraude na colonia de pescadores!

O Jornal de Tibau do Sul, sob o comando do jornalista Marcus Ottoni vem a cada edição ganhando destaque pelas suas denuncias e pela linguagem simples com que trata a cidade e seus temas. A 5a Edição do folhetim, traz uma denuncia que dessa vez, conseguiu atingir em cheio o cotidiano da cidade, que um dia foi uma vila de pescadores, mas que hoje vive basicamente do turismo.

1508115_711222992261838_492504861_n

O benefício Seguro-Defeso é pago ao pescador que exerce a atividade de forma artesanal, individualmente ou em regime de economia familiar, no período de proibição da pesca para determinadas espécies. Para receber o benefício, o pescador artesanal deve atender aos critérios estabelecidos pela Lei 10.779, de 25 de novembro de 2003.

A Colônia de Pescadores Z12, possui centenas, de pessoas cadastradas para receber o benefício mensal do governo federal. Mas, por algum motivo político ou sabe-se lá o que, percebemos que uma grande parte desses beneficiados nunca pescou sequer uma sardinha.

Parabenizamos a coragem do pequeno jornal e  esperamos que as denuncias sejam realmente apuradas.

O Jornal de Tibau do Sul, pode ser encomendado na pagina do jornalista Marcus Ottoni e ao contrário das edições anteriores que foram gratuitas, deverá ser comprado pelo valor de R$ 1,00 diretamente com o seu redator Marcus Ottoni.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Jamaicanos do “The Congos” Se apresentam dia 30 de Janeiro na Pipa!

1798732_359676760839590_701780586_n

The Congos é uma banda vocal de reggae da Jamaica formada em meados dos anos 1970 e, após um período de separação, está ativa até os dias atuais.

A Banda, ficou conhecida pelo seu álbum “Heart of the Congos,’' de 1977 mas ao longo do tempo lançou mais de uma dezena de álbuns, além de ser tema do filme independente "Do Wah Dem" ganhador do prêmio do Júri para Melhor Produção Narrativa em 2009 no Los Angeles Film Festival e teve lançamento para os cinemas em junho de 2010 e o lançamento em DVD em setembro de 2010.

A Banda se Apresenta nesta quinta-feira 30 de janeiro na Boate Calangos na Praia da Pipa.

Discografia

  • Congo Ashanti (1979) Congo Ashanty/CBS
  • Image of Africa (1979) Congo Ashanty/Epic/CBS
  • Face The Music (1981) Go Feet
  • Best Of Congos vol. 1 (1983) Tafari
  • Natty Dread Rise Again (1997) RAS
  • Revival (1998) VP
  • Live at Maritime Hall: San Francisco (2000) 2B1
  • Lion Treasure (2001) JDC/M10
  • Give Them the Rights (2005) Young Tree
  • Fisherman Style (2006) Blood and Fire
  • Cock Mouth Kill Cock (2006) Explorer Music also issued as Feast (2006) Kingston Sounds
  • Swinging Bridge (2006) Mediacom/Nocturne
  • Back in the Black Ark (2009) Mediacom

Fonte: Wikipedia e Facebook da Boate Calangos.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Pipa Open Air recebe “O Rappa” na Semana Santa!

Os hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa estão sorrindo mais ultimamente.  Depois de ser inaugurada com os mega shows de Lulu Santos e Capital Inicial nos dois primeiros finais de semana de Janeiro, a produção do Pipa Open Air já tem data marcada e atração confirmada para o próximo encontro na Praia de Pipa, desta vez subirá ao Palco O Rappa para comemorar sua Turnê chamada "O Rappa Ao Vivo" será dia 19 de Abril Feriado Semana Santa juntamente com São Jó e Uskaravelho.

Arena MEIA 1º LT - R$ 60,00
Arena INTEIRA 1º LT - R$ 120,00
Camarote VIP MEIA 1º LT - R$ 120,00
Camarote VIP INTEIRA 1º LT - R$ 240,00

Se o esquema de venda de ingressos for realmente igual aos eventos anteriores, é importante salientar, que o chamado “camarote vip” na verdade se refere a parte da arena mais proxima do palco, e não um camarote propriamente dito. Quem paga ingresso para a arena na verdade ta pagando ao fundão da casa de shows, bem longe do palco.

Vendas:

Viva Promoções: Shopping Cidade Jardim
Ingresso Rápido: http://www.ingressorapido.com.br/ - RN
Pipa Praia Shopping: Avenida Baia dos Golfinhos ( Praia de Pipa)

Fonte: FB Pipa Open Air

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Jovem de 21 anos é assassinado brutalmente na Pipa!

1533970_440450919418013_1877476747_n

O fisiculturista paraibano Mateus Loreto Caniello de apenas 21 anos foi assassinado por volta da meia noite de hoje (20/01/2013) na Rua da Gameleira, um das mais movimentadas da praia da Pipa na cidade de Tibau do Sul – RN.

O Jovem hospedado numa das pousadas da região, foi alvejado por 4 tiros a queima roupa na frente de todos. Segundo informações, o assassino pediu para as pessoas se afastarem que o assunto que ele iria tratar seria apenas com o rapaz. Após efetuar os disparos o seu algoz fugiu em destino ignorado em veículo tipo celta de cor prata segundo os populares que testemunharam o fato.

1064617_474068376003699_1136745167_o

Mateus era filho do secretario de planejamento de Campina Grande na Paraíba Marcio Matos Caniello. Consultamos o Tribunal de Justiça daquele estado e descobrimos que o rapaz já respondia por trafico de drogas na comarca da famosa praia da Cabedelo.

Na pagina do facebook do rapaz, dá pra ver entre imagens dos concursos que ele participava, imagens de alusao a uma vida banda e perigosa. Especula-se que o crime tenha sido motivado por “acerto de contas”, “queima de arquivo” ou quem sabe por “concorrência” já que a Rua da Gameleira tem alguns usurios meio estranhos de vez em quando.

O crime, que aconteceu justamente no dia do padroeiro da cidade (São Sebastião), traz de volta o debate sobre a segurança publica na praia da Pipa que do final de 2013 para cá vem recebendo um volume bem maior de turistas devido eventos de grande porte sem o adequado investimento em infraestrutura e segurança publica.

O Municipio de Tibau do Sul é um dos 65 destinos brasileiros que serão mais frequentados pelos turistas que virão assistir aos jogos da Copa do Mundo que ocorrerá daqui ha alguns meses.

Ong divulga nota de esclarescimento sobre morte de golfinho na Praia de Tibau do Sul.

A Ong Ecomar destinada a pesquisa e conservação de Mamíferos Aquáticos divulgou em sua pagina do facebook uma nota de esclarecimento a respeito da “causa mortis”do golfinho que apareceu morto na praia de Tibau do Sul que muitos pensavam ter sido “assassinado” pela hélice das lanchas e barcos de passeio na laguna guaraíras.

1012050_588666901215638_131160359_n

No texto, assinado pela Diretora geral da ECOMAR,  Kelly Cristina de Araújo e pela Chefe da Reserva Biológica do Atol das Rocas/ICMBIO, maurizélia de Brito Silva. O Golfinho encontrado encalhado na praia de Tibau do Sul no dia 16 de Janeiro deste ano, não apresentava feridas de hélices como suspeitavam os moradores e turistas que encontraram o corpo do animal, não sendo possível determinar com precisão a causa da morte do mesmo.

O suposto “corte” de hélice na verdade era a fenda genital do cetáceo que realmente pode confundir os leigos.

qwR4iSe-600x400

Na imagem, que “desapareceu da internet” podíamos ver que o golfinho apresentava marcas de pancadas e hematomas como se tivesse sido “espancado”, provavelmente por membros de seu próprio grupo.

Golfinhos são animais com um nível de inteligência muito acima da média no reino animal, sendo considerados “pessoas não humanas” em alguns países e por órgãos de pesquisa e conservação da espécie. Seu comportamento em grupo é tão complexo quanto o comportamento das culturas humanas, sendo portanto quase impossível de se prever com exatidão como determinado bando se comportará diante de determinadas situações.

Portanto, a morte da Golfinha não pode ser explicada, mas não foi por causa de uma hélice, apesar de moradores da região adorarem encontrar um motivo para diminuir a quantidade abusiva de lanchas que fazem passeios nas praias e lagoas da região.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Sangue nas areias de Tibau do Sul…

Depois de toda movimentação e esforço em conjunto que foi feito este ano para reduzir a criminalidade na cidade de Tibau do Sul, algumas poucas medidas foram feitas para reduzir de fato a criminalidade. Além do trabalho praticamente heróico feito pelo Pelotão de Policia Militar da Praia da Pipa e pelo grupamento de Policia de Tibau do Sul sob nova administração, o reforço policial não veio de forma eficaz e a Policia Civil praticamente não funciona mais, ficando todo trabalho investigativo e preventivo comprometido. Com o aumento do fluxo de turistas na alta estação, os bandidos oportunistas de outras cidades (aqueles que não conhecem o trabalho dos PMs daqui) olham a nossa cidade como um local onde suas ações certamente terão êxito.

No ultimo domingo 15/12/2013 mais uma vez, fomos vitimas de bandidinhos oportunistas, ou moscas varejeiras digamos assim. Durante a travessia na balsa entre a praia de Malembar e Tibau do Sul, dois homens encapuzados começaram a assaltar os turistas ali presentes quando uma das vitimas (um policial civil de outra cidade ainda não identificado) preparou sua arma e decidiu reagir. O resultado podemos ver na foto abaixo (créditos: Cid Monteiro):

1488420_10152088636749275_211128986_n  1492928_10152088635729275_1184880931_n

Um dos bandidos foi alvejado e o outro conseguiu fugir pulando do barco e correndo para a mata. O bandido ferido gravemente, foi levado para o Hospital de Tibau do Sul onde recebeu os primeiros socorros. Logo após, foi encaminhado (enrolado numa lona) para Natal na ambulância acompanhada de uma viatura da PM.

O safado bandido, que ainda não sabemos o nome, é acusado de já ter cometido outro assalto semelhante este ano e suspeita-se que seja morador de uma das cidades circundantes da Lagoa Guaraíras. Mais informações, postaremos em nosso grupo de debate no Facebook.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Processo que corria em “segredo de justiça” cassa direitos políticos e multa ex-prefeito Nilsinho.

TRE de Goianinha cassa por 8 anos direitos políticos e multa ex-prefeito Nilsinho por diversos crimes que teriam sido cometidos em período eleitoral.

carta manga

O processo de numero 40188 teve como parte autora o atual prefeito de Tibau do Sul  Valdenício Costa e foi protocolado no dia 10/12/2012, 12 dias depois dos dois processos movidos pelos seus adversários tentando impedir sua diplomação.

A Ação, que correu em segredo de justiça paralelamente aos que acusavam Valdenício de compra de votos e abuso de poder,  foi uma verdadeira carta na manga por parte do grupo do atual prefeito contra os ataques sofridos pelos processos movidos pelos opositores que pediam a sua cabeça a premio.

Nos autos, Valdenício acusou o ex-prefeito “bacurau” de diversas irregularidades cometidas no período de campanha, inclusive compra de votos Smiley surpreso, contratação ilegal de pessoas em período proibido pelo TRE transportado pessoas para comícios em automóveis locados para a prefeitura entre tantos outros fatos, invertendo os papeis de “réu”e “investigante” por parte dos dois adversários que ja se enfrentavam na 9a zona eleitora e atualmente se enfentam no TRE de Natal.

A essa altura do campeonato, com os processos contra sua pessoa ja ganhos em primeira instancia, o resultado favorável e absolutamente contra seus adversários certamente teve um gostinho de vingança que segundo um correligionário da atual gestão municipal, consultado a respeito, não acaba por ai. “Muita sujeira esta por vir” disse.

Consultado sobre o assunto, o ex-prefeito que geriu a cidade de Tibau do Sul entre 2008 e 2012 preferiu se reservar e dizer apenas que tem o direito de recorrer contra a decisão. Nilsinho também se mostrou irritado com os boatos espalhados por um perfil falso no Facebook o qual diziam que ele teria sofrido um enfarto e que estaria na UTI do Hospital Walfredo Gurgel em Natal, fato que teria gerado uma serie de telefonemas para sua família na tarde de hoje (29).

“FOI PUBLICADO NO FACEBOOK QUE EU TINHA DADO ENTRADA HOJE A TARDE, NA UTI DO WALFREDO, POR CONSEQUÊNCIA DE UM ENFARTO, QUE CAUSOU UMA GRANDE PREOCUPAÇÃO AO NOSSO POVO, ESTA TARDE AS PESSOAS LIGARAM AQUI PARA CASA E PARA MIM, QUERENDO SABER NOTÍCIA DESTE FATO, QUE OS NOSSOS ADIVERSÁRIOS IRRESPONSÁLVEMETE CRIARAM PARA BRICAR COM O SENTIMENTO DO POVO.  O POVO DO MUNICÍPIO MERECE RESPEITO, EU ESTOU MUITO BEM DE SAÚDE GRAÇAS A DEUS, E MUITO MAIS AINDA ESPIRITUALMENTE, ESSA NOTÍCIA JÁ ERA ESPERADA. VAMOS AGUARDAR OS PRÓXIMOS CAPÍTULOS. ELES ESTÃO TENTANDO DE TODAS AS MANEIRAS, ME TIRAREM DA MENTE E DO CORAÇÃO DO NOSSO POVO QUERIDO QUE ME TEM RESPEITO E CONSIDERAÇÃO, MAS NÃO CONSEGUIRÃO, PORQUE MEU DEUS É MAIOR.”

Consultados sobre o assunto, moradores da cidade que não quiseram se identificar dividiam opiniões. “se os processos foram iguais, por que a juiza condenou apenas Nilsinho? Isso é perseguição!” afirmou um dos moradores do distrito de Bela Vista; “Pra mim é indiferente, os dois roubam mas um deles pelo menos esta fazendo alguma coisa.” afirma uma moradora de Pipa a respeito do assunto. “Se errou tem que pagar, deveriam ter cassado os dois ja que ambos erraram’” disse um morador do Centro de Tibau do Sul.

Veja Abaixo na integra a decisão tomada pela Juíza da 9a Zona Eleitoral do TRE Exma. Ana Karina de Carvalho:

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO NORTE
 
9ª ZONA ELEITORAL – GOIANINHA
 
PROCESSO Nº 401-88.2012.6.20.0009 (AIJE).
 
AUTOR: VALDENÍCIO JOSÉ DA COSTA
 
ADVOGADO: DR. ANDRE ZAMENHOF DE MACÊDO ALVES, OAB/RN 5541 E OUTROS
 
RÉUS: EDMILSON INÁCIO DA SILVA e JANELUCY KÁTIA DE BARROS
 
ADVOGADO: DR. ANDRÉ AUGUSTO DE CASTRO, OAB/RN 3898

DR. LÁZARO AMARO DOS SANTOS E SILVA, OAB/RN 3805
 
 
SENTENÇA
 
 
I – RELATÓRIO
 
 
Trata-se de Ação de Investigação Judicial Eleitoral promovida por VALDENÍCIO JOSÉ DA COSTA, devidamente qualificado nos autos em epigrafe, em desfavor de EDMILSON INÁCIO DA SILVA e JANELUCY KÁTIA DE BARROS, igualmente qualificados, ao fundamento de que os investigados teriam infringido o artigo 41-A da Lei nº 9.504/97, bem como as disposições do artigo 73, do mesmo diploma legal, durante as eleições de 2012, ocorridas no Município de Tibau do Sul/RN.
 
Narrou o investigante que, durante as eleições de 2012, os investigados, o candidato à reeleição para o cargo de prefeito do Município de Tibau do Sul/RN e a candidata à vice-prefeita, respectivamente, teriam se utilizado de fraude e captação ilícita de sufrágio para desequilibrar as oportunidades entre os demais concorrentes, assim como para lograrem êxito na campanha, em flagrante abuso do poder político e econômico.
 
Noticiou que o candidato a prefeito Edmilson Inácio da Silva teria violado o disposto no artigo 73, inciso V, da Lei nº 9.504/97, ao contratar ilegalmente
dezenas de pessoas em período vedado por lei, distribuindo-as em diversas áreas do serviço público municipal em troca de favores políticos. Ato contínuo, após o fracasso nas eleições, o primeiro investigado teria demitido grande parte dos eleitores contratados.
 
Acresceu que o investigado fez uso indevido dos recursos públicos para pagamento de vantagem pecuniária a eleitores em troca de voto, sendo que
uma das ilegalidades consistiu no pagamento de aluguel mensal para a eleitora Patrícia Correia dos Santos, nos meses de maio/2012 a setembro/2012, sendo estes pagos pela esposa daquele, à época Secretária Municipal da Ação Social.
 
Relatou que tal fato foi confirmado pela aludida eleitora perante o Ministério Público, quando compareceu naquele órgão para noticiar que o investigado
havia suspenso o pagamento do aluguel após perder as eleições.

 
Aduziu que outro meio ilícito de captação de sufrágio foi utilizado pelo investigado quando doou material de construção e mandou construir uma casa para o eleitor Beto, filho de Raimundo Batista, no distrito de Umari de Baixo, durante o período eleitoral.
 
Informou que no dia 24 de agosto de 2012, teria o investigado transportado eleitores para o comício em veículos locados ao Município de Tibau do
Sul/RN para prestar serviço de limpeza pública e coleta de lixo.
 
Disse que o investigado teria pintado prédios e logradouros públicos com as cores do seu partido (verde), visando a promoção pessoal.
 
Por fim, afirmou que o investigado teria violado o artigo 73, § 10, da Lei nº 9.504/97, ao distribuir leite para a população carente após o mês de
setembro/2012, quando não havia programa autorizado em lei ou previsão orçamentária no exercício anterior, tudo como forma de captar ilicitamente os
votos, além de construir imóveis simulando programa social para construção de casas populares.
 
Com tais argumentos, requereu a concessão de medida liminar para que fosse determinada a busca e apreensão dos documentos listados no item IV da exordial (fl. 32). No mérito, pugnou pela procedência da ação para que fosse aplicada a pena de inelegibilidade por oito anos e cassação do registro de candidatura do investigado.
 
Instruiu a inicial com os documentos de fls. 36/94.
 
Instado a manifestar-se sobre o pedido liminar, o Ministério público opinou pelo indeferimento do pedido.
 
Liminar indeferida nos termos da decisão interlocutória anexa às fls. 101/102.
 
Notificados, os investigados apresentaram defesa (fls. 105/114 e fls. 117/128), tendo refutado todos os argumentos apontados na inicial, pugnando, ao final, pela improcedência da ação. A segunda investigada suscitou a preliminar de ilegitimidade passiva, ao fundamento de inexistir litisconsórcio passivo necessário do vice-prefeito na representação do prefeito por violação ao artigo 73, da Lei nº 9.504/97.
 
Termo da audiência de instrução anexo às fls. 164/165, onde foram ouvidas as testemunhas arroladas pelas partes.
 
Requerimento de diligências às fls. 167/168.
 
Juntada de documentação às fls. 172/413.
 
Em seguida, vieram as alegações finais da parte investigante (fls. 416/433) e da parte investigada (fls. 450/468).
 
Com vista dos autos, o Ministério Público Eleitoral opinou pela procedência parcial da ação para o fim de ser imputado aos investigados as sanções de
multa, nos termos do artigo 73, § 4º, da Lei nº 9.504/97, e da inelegibilidade por 8 (oito) anos, nos moldes do artigo 22, inciso XIV da LC nº 64/90 (fls.470/485).
 
É, em síntese, o relatório. Decido.
 
II – FUNDAMENTAÇÃO
 
Ab initio, passo ao exame da preliminar respeitante à ilegitimidade passiva arguida pela segunda investigada.
 
Dispõe o artigo 73, § 8º, da Lei nº 9.504/97:
 
"Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos
nos pleitos eleitorais:
 
(...)
 
§ 8º Aplicam-se as sanções do § 4º aos agentes públicos responsáveis pelas condutas vedadas e aos partidos, coligações e candidatos que delas se
beneficiarem."
 
Como será visto adiante, a investigada, na qualidade de candidata a vice-prefeita na chapa do primeiro investigante, teria se beneficiado pela conduta do abuso do poder político perpetrada por este último, razão pela qual rejeito a preliminar por aquela suscitada.
 
No mérito, narra o investigante que, durante as eleições de 2012, os investigados teriam se utilizado de fraude e captação ilícita de sufrágio para
desequilibrar as oportunidades entre os demais concorrentes, assim como para lograrem êxito na campanha, incorrendo na prática do artigo 41-A, da Lei
nº 9.504/97, bem como infringido disposições do artigo 73, do mesmo diploma legal.

No caso em tela, impende verificar se houve: a) a contratação ilegal de pessoas em período vedado por lei, em afronta ao artigo 73, inciso V, da Lei nº 9.504/97; b) o pagamento de aluguel para eleitor em troca de voto; c) a distribuição de materiais de construção; d) a construção de casa para determinado eleitor, simulando a existência de programa social para sua consecução; e) a utilização de veículos locados ao Município de Tibau do Sul/RN para o transporte de eleitores ao comício do investigado; f) a distribuição de leite pelos investigados durante as eleições quando não havia
programa autorizado em lei ou previsão orçamentária no exercício anterior, tudo em troca de voto; e g) a pintura de prédios e logradouros públicos com
as cores do partido.
 
Tais práticas consistem, em tese, ilicitudes insertas no artigo 41-A e 73 e seguintes, ambos da Lei nº 9.504/97, que somente se caracterizam quando se tratam de vantagem pessoal ao eleitor. É o que se depreende do próprio texto legal, in verbis:
 
"Ressalvado o disposto no artigo 26 e seus incisos, constitui captação de sufrágio, vedada por esta Lei, o candidato doar, oferecer, prometer, ou
entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, desde o
registro da candidatura até o dia da eleição, inclusive, sob pena de multa de 1.000 (mil) a 50 (cinqüenta) mil UFIR, e cassação do registro ou do diploma,
observado o procedimento previsto no artigo 22 da Lei Complementar 64, de 18 de maio de 1990."
 
Consoante entendimento do TSE, para a aplicação do artigo 41-A da Lei nº 9.504/97, deve ficar demonstrado, sem sombra de dúvida, que houve o oferecimento de bem ou vantagem pessoal, em troca do voto (REspe n.o 28.441, reI. Min. JOSÉ DELGADO, 2008).
 
A caracterização do fim especial de obter o voto deve vir aos autos suficientemente demonstrada por depoimentos testemunhais ou apreensão de documentos. Não constituem prova robusta e incontroversa as declarações testemunhais inconsistentes, que se mostrem incompatíveis com as demais provas dos autos, e que, em seu conjunto, evidenciem a existência de contradição entre os depoimentos colhidos na fase de instrução e os colhidos em Juízo.
 
A captação ilícita de sufrágio apenas permite a cassação do registro ou do diploma, se houver prova que não permita nenhuma dúvida sobre a
participação ou aquiescência do candidato, bem assim que a vantagem ofertada tenha sido condicionada ao voto do eleitor, pois a ausência dessa prova implica na improcedência da representação.
 
Pois bem. Apesar de todas as pessoas arroladas pelas partes, em sua maioria, terem sido ouvidas na condição de declarantes, haja vista possuírem
alguma ligação com as partes envolvidas na presente ação, seja por amizade, ou por simpatia política, constatei que alguns depoimentos se coaduna com a prova documental acostada aos autos, principalmente quando afirmam que o primeiro investigado, quando Prefeito do Município de Tibau do Sul, pintou alguns prédios públicos com as cores do seu partido político.
 
Constam dos autos diversas fotografias que demonstram que o investigado teria pintado vários prédios públicos com a cor verde, a qual representa a cor
do seu partido PMDB, fato que culminou com a elaboração de uma Recomendação pelo parquet, a qual se encontra anexa às fls. 434/435.
 
Insta ressaltar que a justificativa apresentada pelo investigado no sentido de que a intenção era aproximar a cidade da cor da natureza (verde) restou
rechaçada, pois a pintura da referida cor não se restringiu ao canteiro do anel viário do Distrito da Pipa, tendo ocorrido em diversos prédios públicos espalhados pela cidade.
 
Não bastasse isso, diante da relutância do investigado em descumprir a aludida recomendação ministerial para o fim de repintar os prédios com a cor
original, o Ministério Público ajuizou uma ação civil pública em desfavor do investigado em razão deste praticar ato de improbidade administrativa, na
medida em que teria violado os princípios da moralidade, honestidade, legalidade e, principalmente, da impessoalidade.
 
Os declarantes Hilton Ferreira de Albuquerque, Jailson Carneiro da Silva e Sebastião Paulino da Rocha, quando ouvidos perante o juízo, afirmaram que
o primeiro investigado começou a pintar os prédios públicos de verde na época da campanha, e que, após as eleições, alguns prédios continuam

pintados com as cores verdes, o que foi constatado pelo parquet quando ajuizou a ação civil pública alhures mencionada, já neste ano.
 
A norma constante do art. 37, caput, e §1°, da Constituição da República, determina:
 
"Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos
princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte:
 
§1° - A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação
social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos."
 
Imperioso mencionar que o princípio da impessoalidade veda a vinculação de atividades da administração à pessoa dos administradores, evitando o aproveitamento da propaganda oficial para sua promoção pessoal, o que caracteriza abuso de poder político ou de autoridade.
 
Diante dessas considerações, é fácil ver que o primeiro investigado, quando prefeito do Município de Tibau do Sul e candidato à reeleição, violou o artigo
37, § 1°, da Carta Magna, e o artigo 74 da Lei das eleições, devendo punido pelo abuso do poder político.
 
Quanto à utilização, por parte dos investigados, de programas sociais com fins eleitoreiros, o investigante juntou aos autos um encarte distribuído pela
Prefeitura (fl. 94) menos de um mês antes das eleições, dando conta de que o Município estaria cadastrando pessoas para serem beneficiadas pelo
"Programa do Leite".
 
Acerca das condutas vedadas pelos agentes públicos, dispõe o artigo 73, inciso IV, e § 10, da Lei nº 9.504/97, o seguinte:
 
"Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:
 
IV - fazer ou permitir uso promocional em favor de candidato, partido político ou coligação, de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social
custeados ou subvencionados pelo Poder Público.
 
§ 10. No ano em que se realizar eleição, fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, casos em que o Ministério Público poderá promover o acompanhamento de sua execução financeira e administrativa".
 
No caso dos autos, não obstante a inexistência de provas da efetiva distribuição de leite para a população, não se pode olvidar que os investigados
fizeram uso promocional do "Programa do Leite", dias antes das eleições, tudo com o intuito de manipular os eleitores na expectativa da futura contemplação caso votassem no investigado.
 
Por outro lado, no que diz respeito às contratações temporárias e demissões em período vedado por lei, depreende-se dos autos, em especial, dos contratos anexos, que o primeiro investigado teria contratado apenas médicos e enfermeiros durante o período proibido, ou seja, profissionais relacionados à saúde, que é um serviço essencial à população, sendo este um fato perfeitamente admissível, nos termos do artigo 73, inciso V, letra "d",
da Lei nº 9.504/97.
 
Quanto às demissões realizadas em período proibido, estas não foram capazes de causar desequilíbrio no pleito, pois ocorreram após as eleições, de modo que o abuso do poder econômico não se encontra configurado, apesar de ser vedada a conduta.

No tocante ao pagamento de aluguéis a Sra. Patrícia Correia dos Santos, também não há como atribuir aos investigados qualquer responsabilidade, pois não ficou demonstrado pela prova documental e pela oitiva dos declarantes, de modo insofismável, que o pagamento dos aluguéis da referida eleitora estaria condicionado ao seu voto na parte investigada.
 
Aliás, os recibos juntados aos autos sequer estão com firma reconhecida, de modo que não há como atestar que a esposa do primeiro investigado, de fato, pagou o aluguel da eleitora Patrícia Correia dos Santos.
 
No tocante aos veículos supostamente locados pelo Município de Tibau do Sul, e que teriam sido utilizados para o transporte de eleitores em comícios
da parte investigada, vislumbro que o investigante não comprovou tal conduta, não tendo sequer comprovado a existência dos contratos de locação dos referidos veículos com a municipalidade.
 
Insta ressaltar que a palavra isolada dos declarantes arrolados pelo investigante não é suficiente para comprovar tal prática ilegal, pois destituída de outros elementos probatórios.
 
Também não restou demonstrado que a pessoa de José Roberto Vicente da Silva teria recebido material de construção dos investigados ou obtido qualquer auxílio de mão-de-obra para a construção de sua casa, menos ainda que que os investigados teriam exigido o voto do suposto beneficiário e de seus familiares como contrapartida para a execução da obra, fatos estes negados pelo suposto beneficiário quando ouvido em juízo. Vejamos:
 
José Roberto Vicente da Silva: que não sabe se a Prefeitura fornecia ajuda de custo para alguém; que não sabe se havia programa de distribuição de
leite ou de construção de casas populares; que não sabe o nome das pessoas que contratou para trabalhar na construção de sua casa lá no Umari de Baixo; que pagou por todo o material de construção; que não sabe como os pedreiros chegavam em sua casa; que mora na casa, mas a obra ainda não foi concluída.
 
Concluir por uma conduta típica com base em conjecturas e suposições isoladas, por mais prováveis ou possíveis que sejam, não é o caminho mais
adequado.
 
Portanto, diante de todo o exposto, vislumbra-se que o investigante logrou êxito em demonstrar apenas parte dos fatos imputados aos investigados, quais sejam: que estes agiram com abuso de poder político e econômico, ao pintarem os prédios públicos com as cores do partido PMDB, bem como ao
fazerem uso promocional do "Programa do Leite", dias antes das eleições, tudo com o intuito de manipular os eleitores na expectativa da futura contemplação caso votassem nos investigados, devendo, portanto, serem responsabilizados nas sanções dos artigos 73, §§ 4º e 5º e 74, ambos da Lei
nº 9.504/97, e artigo 22, inciso XIV da LC 64/1990.
 
Ante o exposto, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE a ação de investigação judicial eleitoral movida por VALDENÍCIO JOSÉ DA COSTA em
desfavor de EDMILSON INÁCIO DA SILVA e JANELUCY KÁTIA DE BARROS, por reconhecer a prática das condutas dos artigos 73, IV, § 10 e 74, ambos da Lei nº 9.504/97, e artigo 37, § 1º, da Constituição Federal, pelo que aplico aos investigados, para cada um, uma multa no valor de 5.000 UFIR
e a inelegibilidade por 8 (oito) anos, nos termos do artigo 73, §§ 4º e 5º e artigo 74, ambos da Lei nº 9.504/97, c/c artigo 22, inciso XIV da LC 64/1990.
Em consequência, extingo o processo com resolução do mérito.
 
Publique-se. Registre-se. Intimem-se.
 
Deixo de condenar os investigados em custas processuais e honorários advocatícios por não ser cabível, nos termos do artigo 373, parágrafo único, do Código Eleitoral.
 
Certificado o trânsito em julgado, dê-se baixa e arquivem-se os autos.

Goianinha, 29 de outubro de 2013.
 
 
Ana Karina de Carvalho
 
Juíza Eleitoral – 9ª Zona

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Estudo indica que falésias são fruto da ultima grande cheia do Oceano Atlantico.

Falésias indicam que mar subiu cerca de 60 metros no Norte e no Nordeste entre 25 e 16 milhões de anos atrás.

29out2013_0139

Quado passou pela região da atual Porto Seguro, sul da Bahia, a bordo da nau capitânia comandada por Pedro Álvares Cabral, Pero Vaz de Caminha se espantou com o tamanho do litoral da “ilha de Vera Cruz”, primeiro nome dado ao Brasil recém-descoberto, e registrou também a presença de vistosas escarpas na praia, quase lambendo o Atlântico: “Esta terra Traz ao longo do mar, em algumas partes, grandes barreiras, delas vermelhas e delas brancas, e a terra, por cima, toda chã e muito cheia de grandes arvoredos”.

O escrivão português mirava um trecho do que hoje se denomina Formação Barreiras, constituída por camadas de areia e argila geralmente de algumas dezenas de metros de espessura que se estende por mais de 5 mil quilômetros ao longo da costa nacional, do Amapá até o Rio de Janeiro e que dominam a paisagem de Tibau do Sul e Pipa no RN.

Para os geólogos, essas falésias, que fazem parte da primeira unidade geológica descrita no país, contam uma história muito mais antiga do que a saga do descobrimento. São testemunhas da última grande elevação do nível do Atlântico registrada em trechos da costa brasileira, especificamente no Norte e Nordeste, entre 25 e 16 milhões de anos atrás, final da época chamada Oligoceno e meio do Mioceno.

Grande parte dessas falésias se formou pela ação de correntes de maré ao longo da costa que arrastaram sedimentos continente adentro devido a esse aumento significativo do nível do mar. Segundo alguns estudos, os oceanos, durante o Mioceno, teriam subido até 180 metros em certos pontos do planeta em relação ao seu nível atual. No Brasil, a elevação média foi mais modesta, geralmente da ordem de 60 metros, com picos de até 140 metros na costa de Sergipe e Alagoas, de acordo com um amplo estudo sobre a Formação Barreiras publicado na edição de agosto da revista científica Earth-Science Reviews.

062-065_Nivel-oceanos_212

Mas esse talvez não seja o dado mais surpreendente revelado pelo artigo, assinado por três geólogos brasileiros. Segundo o trabalho, após esse período marcado por momentos de alta do oceano Atlântico em setores da costa do Norte e do Nordeste entre 25 e 16 milhões de anos atrás, o nível do mar ao longo do litoral do país passou por uma fase de baixa entre 15 e 10 milhões de anos atrás.

Paradoxalmente, essa queda no nível do Atlântico na costa brasileira ocorreu ao mesmo tempo que o nível dos oceanos atingiu sua subida máxima em outras partes do planeta. Por que o período de alta do Atlântico no Norte e no Nordeste não bate com o de elevação dos oceanos em todo o globo?

“Provavelmente, isso se deveu a movimentações de terreno provocadas pela atividade tectônica em trechos da costa brasileira”, diz a geóloga Dilce de Fátima Rossetti, do Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (Inpe), primeira autora do artigo, que estuda a Formação Barreiras há mais de duas décadas.

29out2013_0127

De acordo com os dados dos geólogos, o solo em muitas partes da costa brasileira teria afundado algumas dezenas de metros entre 25 e 16 milhões de anos atrás em razão de tectonismos. Embora, nesse período, os oceanos ainda não tivessem atingido seu pico de alta global, o rebaixamento do relevo em trechos do litoral do Norte e do Nordeste abriu caminho para a entrada no continente de material vindo do mar: criou bacias propícias para receber e armazenar sedimentos trazidos pelo Atlântico.

Dessa forma, a subida do nível do oceano em trechos da costa brasileira resultou na deposição de sedimentos que deram origem à Formação Barreiras e também à Formação Pirabas, esta última ligeiramente mais antiga e de menor extensão.

Entre 15 e 10 milhões de anos atrás, quando houve o pico de elevação global do nível dos oceanos, a atividade sísmica teria produzido justamente o efeito contrário sobre o relevo da costa brasileira. “Nesse período, o terreno se estabilizou ou até soergueu. Isso teria compensado o aumento do nível do mar global, que não conseguiu deixar nenhum registro sedimentar sobre essa região”, explica Dilce. “Nesse momento, uma ampla faixa do litoral do Norte e Nordeste do Brasil, que então se encontrava coberta pelo mar, emergiu, ficou exposta à erosão e se tornou um lugar favorável ao crescimento de vegetação.”

A hipótese dos pesquisadores se baseia numa constatação que ganhou força nas duas últimas décadas. Diferentemente do que sempre se acreditou, a costa brasileira não está situada numa região geológica totalmente estável. Embora todo o território nacional esteja assentado no meio da placa tectônica Sul-Americana, característica que o torna livre de grandes terremotos, a ocorrência de abalos sísmicos de nível médio e de alterações relevantes na altitude dos terrenos se dá com certa frequência.

“A topografia é dinâmica”, afirma o geólogo Francisco Hilário Rego Bezerra, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), outro autor do artigo. “Nossa costa era considerada estável, mas nosso trabalho mostra que não é bem assim. Existem evidências da presença de muitas falhas tectônicas nessa região e de que elas foram reativadas no Mioceno. Na verdade, há evidências de que ainda devem estar ativas até hoje.”

De forma simplificada, três grandes fatores podem influenciar a altura do mar num trecho da costa: o nível global de todos os oceanos; a estabilidade local do terreno (se ele está afundando ou levantando por causa de movimentos tectônicos); e a ocorrência de processos erosivos, que desgastam a superfície, ou de deposição de sedimentos, que acrescentam camadas ao solo.

De acordo com a intensidade de cada fator, a tendência global de aumento (ou redução) do nível do mar pode ser amplificada, mitigada ou mesmo anulada numa escala local ou regional. Parece contraditório, mas não é. Devido à interação desses fatores, o mar pode subir apenas em um ou em alguns pontos de uma costa, como no caso do Norte e do Nordeste durante o Mioceno, enquanto ocorre uma queda ou estabilização no nível dos oceanos na maior parte do planeta. “Os continentes não se mantêm fixos no plano vertical”, explica José Dominguez, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), outro autor do estudo, especialista em geologia marinha. “Eles estão sempre se deslocando.”

A borda leste da América do Sul está associada a um cenário geologicamente mais calmo e estável do que a oeste. Moldada durante o Mioceno pela subida dos Andes, fruto do choque das placas tectônicas Nazca e Antártica com a margem ocidental da placa Sul-Americana, a costa do Pacífico é até hoje frequentemente sacudida por movimentos tectônicos de forte intensidade. “Os Andes subiram aproximadamente 4 quilômetros durante o Mioceno”, diz Dilce, cujos estudos são parcialmente financiados pela FAPESP.

O último grande evento que moldou o relevo da região foi a separação da América do Sul do continente africano, iniciada há mais de 100 milhões de anos. A fratura que separou os dois blocos de terra foi preenchida pelas águas do Atlântico. Mas, como sugerem as pesquisas do trio de geólogos, isso não quer dizer que, desde então, não houve tremores e movimentações de terra ao longo da costa brasileira.

Fonte: Revista Pesquisa FAPESP

sábado, 19 de outubro de 2013

Kesaber comemora 1 ano de vida!

No dia 16 de outubro de 2012 (dia do aniversário da minha irmã) iniciamos nossa “brincadeira” de compartilhar matérias interessantes da internet com o objetivo de ganhar alguns centavos pelo sistema Adense do Google.

bens-1st-bday-135

Um ano depois, não ganhamos nem um centavo, mas mudamos o objetivo e o conteúdo de nosso blog radicalmente.

Logo no inicio, quando decidimos abordar temas dedicados a nossa cidade, percebemos que a sociedade precisava muito mais do que um blog de fofocas, celebridades e curiosidades que não afetavam em nada o dia a dia das pessoas.

Decidimos então criar matérias originais e focadas na cidade que amamos, sempre buscando encarar a realidade com objetividade, simplicidade e coragem para tratar sobre temas nunca antes tratados na historia de Tibau do Sul.

Nosso blog que tinha como objetivo ser imparcial, muitas vezes foi confundido com um simples blog oposicionista e de esquerda. A verdade é que não somos “imparciais”” de fato. Somos TOTALMENTE A FAVOR DO POVO e por isso, desde o inicio, disponibilizamos nos comentários anônimos, um canal para que todos, sem distinções politicas, ideológicas, religiosas e familiares, pudessem expressar sem medo suas opiniões. Abordamos corrupção, nepotismo, drogas, politica, assuntos policiais, hipocrisia e outros temas da sociedade em geral.

Passou-se o tempo e se por um lado, removemos a opção dos Comentários Anônimos por questões tecnicas (o google removeu sem nos avisar nada), por outro criamos um grupo no Facebook que recebe em média 3 novos integrantes (analisados um por um, sem fakes) por dia e já conta com cerca de 800 pessoas que compartilham em suas linhas do tempo, os temas propostos por eles mesmos e nossas matérias pelas redes sociais e posteriormente pelas ruas e vielas de nossa cidade.

Ao longo desses últimos 12 meses, acumulamos aproximadamente de 50.000 visitas em nossa pagina inicial, sem contar as visitas nas paginas das matérias que podem facilmente ultrapassar as 150.000 visitas e visualizações. Possuímos também incontáveis seguidores de nosso blog por e-mail e um belo patrimônio de questões que foram tratadas em nossas paginas digitais e que posteriormente foram resolvidas no mundo “real”. O Kesaber esta na boca do povo, não se restringe a um blog de noticias da cidade, mas se tornou muito maior do que seu autor e já pertence ao povo.

É por isso que esta semana em que comemoramos 1 ano de idade, estamos substituindo o domínio www.kesaber.blogspot.com.br por simplesmente www.kesaber.com.br para facilitar a vida de nossos leitores. E pretendemos meio que “despersonalizar” o blog para que o leitor também possa nos enviar suas matérias através da coluna “matéria do leitor”.

Hoje, continuamos nossa lenta jornada, mas com certeza de que já deixamos nossa pequena semente plantada. Outros centenas de blogs surgiram na cidade com linguagem parecida com a nossa e muitos jovens já se contaminaram como nosso vírus da anarquia (sem seguir nenhuma liderança politica), o senso de humor, da ironia descarada, da revolta social e do amor incondicional a cidade de Tibau do Sul, incluindo todos os seus pequenos recantos.

Que venha mais 1 ano…

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Cadê o nosso recapeamento Sr. Demétrio Torres?

Ha cerca de 15 dias, o prefeito de Tibau do Sul Valdenício Costa, o Prefeito de Goianinha Junior Rocha e o deputado estadual Tomba, foram até o gabinete do Diretor Geral do Departamento de Estradas e Rodagens, Sr. Demétrio Torres pedir o recapeamento da RN 003 que liga Goianinha a Tibau do Sul e Pipa.

buracão

Na ocasião, o Sr. Demétrio prometeu (segundo a ASSECOM) o inicio das obras para o dia 7 de outubro deste ano. Mas até agora… NADA!

O trecho, que liga a BR 101 a praia da Pipa, que se encontra super movimentada atualmente devido o Festival Gastronômico, vem fazendo a alegria dos borracheiros da região e estimulando o comercio local que esta semana, inaugurou no centro de Tibau do Sul mais uma borracharia e da casa funerária de Goianinha que já se encontra preparada para receber novos clientes.

Os buracos dividem espaços com vários outros fatores de risco, tal como ciclistas, motociclistas destreinados com suas motonetas de 50cc, turistas que não conhecem a estrada, carroças de boi, vacas, cavalos, pedestres bêbados, ônibus de turistas, motoristas embriagados além do tsunami da companhia Oceano que a cada dia roda mais ligeiro pela estrada e das vans que passam cada dia mais devagar e lotadas.

Sr. Demétrio, PROMESSA É DIVIDA! CADÊ O RECAPEAMENTO? Será que vamos esperar acontecer mais um de tantos acidentes que ocorrem todos os dias nessa estrada para que o senhor tome alguma providencia? Imagina a vergonha que Pipa esta passando com seus visitantes do Festival Gastronômico?

QUEREMOS RECAPEAMENTO JÁ!!!